Canalização de Buda Siddharta sobre a simplicidade interna

Canalização - Mensagem de Buda para Todos
Esta canalização veio a pedido do meu mentor que agora está nos planos do espírito Chagdud Tulku Rinpoche e a ele dedico de coração, assim como a todas as pessoas que se beneficiarem dela. Gratidão a todos que tem acompanhado esta página e compartilhado. É o carinho de vocês que leva a mensagem dos guias de luz a quem precisa.
"Sempre comecei minhas conversas com meus discípulos, Bihkus, alunos mais próximos, apenas sentando-me no chão e olhando para eles até que tivesse sua atenção plena. Aqui não posso fazer isso, mas gostaria muito que imaginassem que estamos todos debaixo da sombra de uma árvore na simplicidade de um ambiente sem nenhuma pretensão.
Até hoje no plano de espirito prefiro meus "trapos" a alguma veste diferenciada, pura praticidade apenas.
No mundo de hoje todos diriam que sou "despojado". E vim falar deste despojado, do simples.
Ensinei desapego, amor, compaixão e em outros lugares tantos outros ensinaram a mesma coisa. Ensinamos sempre o que falta em cada lugar, não é mesmo? Eu vivi em lugares com uma desgraça e miséria muito grandes, e devido a invasões a brutalidade também era enorme. Em contrapartida a espiritualidade era bastante forte também, mas faltava compaixão. Então vivi e ensinei. Não se ensina nada que não se tenha vivido e experienciado caso contrário estamos apenas iludindo. Mas cada experiência é diferente da outra, cada um através de sua história, sua criação, seu corpo e mente reage de uma maneira diversa e experimenta tudo a sua maneira.
Dentro desta simplicidade que vim transmitir, não estou falando de ter ou não bens materiais ou mudar a maneira como se vive. Simplicidade interna é o ponto.
Não importa o que faça ou como faça, ou por mais elaborada que seja sua tarefa, pode fazer de forma simples. Quando desapegamos de fazer certo, de querer algo, de ser perfeito, de se culpar ou de qualquer outra cobrança do emocional, simplesmente para fazer algo, com esmero e simplicidade então o fazemos bem e com pouca ou nenhuma perda de energia.
Quando alguém lhe pede para carregar algo. Um vaso ou caixa de um lado para outro, você pode levá-lo cheio ou vazio.
Cheio é muito pesado e vazio é muito mais tranquilo.
Se pegar a caixa pensando que não deveria estar ali, e se não estivesse não seria chamado para carregar a caixa, ou pensasse que daqui a pouco tem que sair e que pegar a caixa esta lhe atrasando, ou ainda que esta caixa nem precisaria ser pega, ou ainda tantas outras coisas ou todas elas juntas. Isso deixa a caixa cheia e muito pesada.
A vida neste espaço tempo que chamam de agora, está cada vez mais cheia de pessoas e cheia das energias das pessoas cheias.
Muitas coisas estão ficando muito desorganizadas. Para organizar precisamos estar vazios.
Vejo as pessoas não sabendo como esvaziar a mente para meditar e não tendo tempo para isso. Consideram preocupação algo como se importar com algo ou mostrar atitude. Preocupação é conflito, não responsabilidade, não atitude, só conflito.
Pra esvaziar a mente antes precisamos esvaziar o peito, o umbigo, os sentimentos e emoções. Sair do controle. Você pode ser organizado sem ser controlador.
Se alguém lhe pedir algo, faça ou não faça apenas. Se tem que fazer algo apenas faça. É um aprendizado diário que não inicia na meditação e sim quando abrimos os olhos.
A energia do ar é muito esmagadora no sentido de muitos pensamentos falando alto, para que possamos esvaziar. Quando vivi como Siddharta havia muito menos pessoas no mundo. Contudo caminhei contra o vento já naquela época e o que ganhei foi aprender a ser leve. Tudo se aprende. É só começar.
Contemplação uma boa forma de se iniciar qualquer processo. Olhe para as paredes de onde esta e só observe enquanto respira, depois saia dali e faça outras coisas. Somente faça, não questione. Quando precisar questionar alguém ou algo somente faça isso e não julgue. Uma mente limpa e vazia funciona muito mais.
Eu Sou um Eco do Agora
Eu sou uma luz entre as luzes
Eu sou apenas eu e nada mais.
A luz que me preenche é apenas a minha."
______
E ele agradeceu por nossa atenção e assim como se manifestou partiu deixando no ar uma luz leve, mas tão leve que senti que nada era realmente importante e que viver era muito bom!
Buda, pelo Canal Gabriela Yasoha
13/06/2016 - 19:00 - Brasil - RS
http://www.gabrielayasoha.blogspot.com

Postagens mais visitadas